COLUNISTAS  
 
13/07/2018
Super Dicas com Débora Garcia: Aeróbico em jejum funciona?
Por André Santos
 

 

 

A grande maioria dos nutricionistas e profissionais da área esportiva acreditam que  praticar atividade aeróbica em jejum funciona para emagrecer, pois qualquer exercício aeróbio ou restrição calórica funciona para o emagrecimento.

Em jejum o exercício queima mais gordura, mas só um pouco mais, ou seja, não faz muita diferença. Se tem uma coisa difícil de fazer é educar o organismo a usar as reservas de gordura como fonte de energia. Mas ele tem suas razões! É muito mais fácil metabolizar a glicose do que quebrar lipídios. Assim, o corpo prefere usar esta fonte, presente nos carboidratos, por ser mais eficaz e rápida na execução desse processo.

-----------------------------------------------Patrocínio--------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O treino aeróbico em jejum

Esta é uma atividade que consiste em praticar exercícios físicos aeróbicos pela manhã, logo depois de acordar e antes de ingerir qualquer alimento. Seus princípios se baseiam na ideia de que, nessas circunstâncias, o organismo se encontra há muitas horas sem ingerir calorias. Sendo assim, o uso de lipídios como fonte de energia seria mais efetivo, uma vez que as reservas de glicose já foram usadas no período em jejum. Isso significa que o jejum pode apresentar bons resultados para o emagrecimento.

Para prosseguir, vamos explicar de forma rápida o que é fase catabólica e fase anabólica:

- A fase anabólica é uma das mais importantes formas pelas quais o corpo produz energia, sendo sua principal fonte a ingestão de carboidratos. Após a alimentação, o corpo constrói suas reservas de energia e estoca glicogênio nos músculos e fígado, principalmente. Uma parte dessa energia será estocada também como ácidos graxos (gorduras ou lipídeos), chamada de alta reserva energética.

- A fase catabólica acontece quando, depois da anabólica, se não houver a ingestão de alimentos, o organismo passa a buscar o glicogênio dos músculos e do fígado como fonte de energia, podendo também partir para o uso da gordura e dos aminoácidos. Isso significa que, ao lançar mão dos aminoácidos como reserva energética, o organismo pode entrar em catabolismo muscular e ocasionar perda de massa magra.

 
 
veja também
Wanderson Barcellos fala sobre Exercícios Físicos e Diabetes Mellitus
Saúde e Movimento com Maitê Weihmayr: Mulheres no Jiu Jitsu. Quais os Beneficios?
Saúde e Movimento com Maitê Weihmayr: A Suave Arte de Lutar
Super Dicas com Débora Garcia: As consequências do consumo de álcool para quem treina
COMENTÁRIOS

(17) 99603-9669 | redacaome@gmail.com

O jornal Mural do Esporte é uma iniciativa do seu fundador, André Santos.

Mural do Esporte - Copyright ® 2018, Maquinaweb Soluções em TI - Todos os direitos reservados. All rights reserved.