COLUNISTAS  
 
11/05/2018
Conheça um pouco sobre a importância das vitaminas em nosso organismo (Parte 3)
Por Redação
 

--------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

A Biomédica, Dra. Márcia Fraga escreveu um artigo sobre a importância das vitaminas para nosso organismo.

Já publicamos duas partes sobre este artigo e hoje vamos para a terceira etapa que mostra um pouco sobre as vitaminas B5, B6 e B9(Ácido Fólico).

VITAMINA B5

A vitamina B5 é também conhecida como ácido pantotênico, indispensável no processo do metabolismo celular, uma vez que participa de diversas reações que ocorrem nas células, como por exemplo, síntese de gorduras, colesterol, alguns hormônios, neurotransmissores e melatonina. A VB5 também auxilia no processo imunológico, pois participa da produção de anticorpos, metabolismo de proteínas, gorduras e açúcares, conversão de carboidratos e proteínas em energia e ajuda no controle da capacidade de resposta de um organismo a situação de estresse. Sua deficiência causa insônia, cãibras, baixa produção de anticorpos, fadiga, sensação de ardor nos pés e náuseas.

VITAMINA B6

Conhecida também como Piridoxina, esta vitamina favorece a respiração celular e ajuda no metabolismo das proteínas. É absorvida no intestino delgado, mas diferentemente das outras do complexo não é totalmente excretada pelos rins, ficando retida, principalmente, nos músculos. Sua deficiência é rara, no entanto, alguns medicamentos como a isoniazida, diminuem as concentrações plasmáticas da Vitamina B6. Pessoas com quadro de alcoolismo e gestantes com eclampsia ou pré-eclampsia podem apresentar deficiência de Vitamina B6.

VITAMINA B9 – ACIDO FOLICO

Folatos são uma classe de compostos de vitamina relacionados ao ácido pteroilglutâmico (PGA) que servem como co-fatores na transferência enzimática de unidades simples de carbono em uma variedade de caminhos metabólicos. Os folatos são necessários para a síntese do ácido nucléico e da proteína mitocondrial, metabolismo de aminoácido e outros processos celulares que envolvem as transferências simples de carbono. Os folatos podem servir como doadores ou receptores de carbono. A deficiência de folato pode ser causada por baixo consumo dietético, má absorção devido a doenças gastrintestinais, utilização inadequada devido a deficiências de enzima ou terapia antagonista de folato, drogas como álcool e contraceptivos orais e demanda excessiva de folato como durante a gravidez e desordens de proliferação celular. Desde que as deficiências tanto de vitamina B12 como de folato podem levar à anemia megaloblástica, o tratamento apropriado requer diagnóstico diferencial da deficiência deste modo, tanto os valores de vitamina B12 como de folatos são necessários. Níveis baixos de folato no soro refletem a primeira fase de equilíbrio negativo de folato e precede a depleção tecidual. Valores baixos de folato nos eritrócitos refletem a segunda fase de equilíbrio negativo de folato, e se correlacionam de forma mais próxima com níveis teciduais e anemia megaloblástica.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 
 
veja também
Super Dicas com Débora Garcia: Aeróbico em jejum funciona?
Super Dicas com Débora Garcia: As consequências do consumo de álcool para quem treina
Afinal: que tipo de corpo você tem?
COMENTÁRIOS

(17) 99603-9669 | redacaome@gmail.com

O jornal Mural do Esporte é uma iniciativa do seu fundador, André Santos.

Mural do Esporte - Copyright ® 2018, Maquinaweb Soluções em TI - Todos os direitos reservados. All rights reserved.